Premium Joomla Template by iPage

Rede PGV - Polos Geradores de Viagens

Este projeto coletivo conta com o patrocínio do Ministério da Ciência e Tecnologia, através do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Editais 016/2004 e 005/2005 – PROSUL”). Também conta com o suporte do Programa de Apoio aos Núcleos de Excelência (Pronex) de 2006, fruto de convênio do CNPq-FAPERJ. Suas atividades tiveram início em setembro de 2004 envolvendo originalmente 9 Universidades e seis países.

Os recursos liberados nesta época foram fundamentais para se realizar a primeira reunião (abril de 2005) com os representantes das Universidades Parceiras, bem como para se conceber a versão inicial do Portal da Rede (http://redpgv.coppe.ufrj.br). Estas ações - acrescidas da relevância da temática da Rede e das necessidades por conhecimento do setor - foram significativas para promoverem e intensificarem as interações entre os grupos de pesquisa. Isto se expressa pela adesão de outras Universidades (chegando-se atualmente a trinta e uma, incluindo as de Argentina, Colômbia, Equador, Espanha, Peru, Portugal, Uruguai e Venezuela), o que permitiu estender o contexto de atuação ao nível Ibero-americano.

Nesse contexto,  a Rede de Pesquisa destacará especialmente o ambiente urbano, no qual a rede de pesquisa desenvolverá suas atividades, tendo como referência a relação TRANSPORTE-USO DO SOLO e em particular o tema  “Localização e Dimensionamento de Pólos Geradores de Viagens - PGVs sintonizados com a Qualidade de Vida e o Desenvolvimento Sustentável”. Ressalta-se que os PGVs se caracterizam por serem potenciais geradores de impactos nos sistemas viários e de transportes como também no desenvolvimento socioeconômico e na qualidade ambiental. Além disso, os referidos PGVs apresentam condições favoráveis para a implementação de políticas de gerenciamento da demanda para a promoção de uma mobilidade mais sustentável. Dentro desse escopo, teremos possibilidade de incorporar e agregar distintos parceiros públicos e privados, além de diversas Universidades. 

Nesse sentido, é fundamental não só sistematizar o conhecimento sobre esse assunto, como também propor procedimentos, modelos e parâmetros para análise dos impactos que os mesmos produzem no sistema viário, condizentes com a realidade das nossas cidades e com o comportamento da demanda de viagens aos seus PGVs. Espera-se, assim, contribuir com os órgãos públicos, empreendedores, empresas de consultoria e planejadores de transportes dos países envolvidos na Rede, fornecendo uma importante ferramenta de análise e previsão das interferências causadas pelos PGVs no meio urbano. Inclusive dando suporte técnico na realização dos Planos Diretores e dos Estudos e Relatórios de Impactos Ambientais e de Vizinhança.

Patrocinadores

 

               

Colaboradores